Ramon Mestri

Pensamentos cotidianos fazem de nossas vidas o que elas são: histórias em construção. No mundo virtual só conhecemos os outros pelos que produzem ao longo do tempo. Aqui, pode-se encontrar um pouco do que faz de mim o que sou. Mas, gradualmente. Escrever torna-se um ato contínuo de reconhecimento nessa perspectiva, uma interlocução privativa à forma que se propõe.

Tão difuso quanto possa parecer, o esforço para escrever também é esforço por delimitação. Os limites que inicialmente parecem esfumaçados são lentamente reelaborados e a imagem volta a se definir. A escrita estabelece um retrato da ordem caótica inicial e, ironicamente, cristaliza o movimento na letra.

Os traços na imagem não podem cantar, o que seria a verdadeira expressão do que se propõem. Não se contém a sensibilidade da música por uma questão estrutural, tampouco no campo das imagens. Então, buscando uma perspectiva fiel, a imagem com cores vibrantes e vazadas é a solução de momento, deste dia. Este em que resolvi escrever.

07/05/10

Anúncios

Uma resposta para Ramon Mestri

  1. Dagmar Laus disse:

    Alimenta o blog. É muito bom.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s