STF e a Itália

O ativista/terrorista italiano Cesare Battisti foi libertado após decisão do pleno do STF. Não entendeu o tribunal a legitimidade da pretensão do governo italiano, entendendo ser a decisão, ainda, do presidente Lula eminentemente política.

Pois bem, não enxergo a questão que não seja pelo viés da retaliação. Depois da trapalhada da soltura do banqueiro Salvatore Cacciola em 2000, por decisão do ministro Marco Aurélio Mello, a Itália não procedeu à solicitação do governo brasileiro por sua extradição, sendo apenas em Mônaco satisfeito o pleito nacional.

A observação final é que inexplicavelmente o relator dessa última decisão, Gilmar Mendes, posicionou-se a favor da extradição do italiano.

Anúncios
Esse post foi publicado em Política e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s