Contardo Calligaris – Roda Viva (TV Brasil)

Nem sou muito chegado ao grego, mas ontem ele foi brilhante. Explico: indagado sobre a percepção da auto-imagem do brasileiro e reverberações nas imagens que o estrangeiro possui sobre nós, Calligaris é da opinião que houve uma melhora geral, motivando Marilia Gabriela a retornar ao tema das redes sociais, como forma de justificar uma quebra subjetiva nesta posição do psicanalista. Eis que Augusto Nunes se inflama e revela não só a peculiar forma de construir seus argumentos, transmitindo ao telespectador todo o seu desconforto em relação ao psicanalista, como também a ausência de instrumentos próprios para emergir da lama que o recobre, quando procura analisar aquilo que lhe escapa, que não lhe é nem um pouco caro, reforçando a mediocridade de seus recursos como jornalista. O resultado é uma elegante humilhação. Observe a partir do minuto 9:20.

Anúncios
Esse post foi publicado em Psicanálise e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s