Recortes cotidianos #7

No último post, coloquei levantamento publicado no Estadão sobre a distribuição de votos do segundo turno, para a presidência, no RJ. Pois bem, comparando com os índices de IDH (renda, longevidade e educação), numa análise rasteira, podemos entender o porquê da escolha dos cariocas.

Serra ganha amplamente nas regiões com maior IDH. Ora, isso se explica pela concentração de renda, expectativa de vida e índice de educação, pela análise fria dos dados. Quem estuda mais, ganha mais e, por isso, vive mais. Será?

Não vejo assim. Acredito que quem se beneficia do sistema quer programas que beneficiem o sistema. O PSDB chegou a este patamar. Assim como o PT. Entretanto, o programa petista de governo contempla acesso à parte do sistema para a grande massa brasileira.

Essa é a leitura que faço. O voto na Dilma representa a esperança de inclusão. O voto tucano representa o interesse na exclusão.

Anúncios
Esse post foi publicado em Política, Reflexões. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s